Natal: Propostas de opcionais serão avaliadas pela STTU na próxima semana

Da Tribuna do Norte
Foto: Andreivny Ferreira (UNIBUS RN)

A Secretaria de Mobilidade Urbana de Natal (STTU) deve finalizar, na próxima semana, a fase classificatória para a convocação dos permissionários que irão atuar nas 34 linhas de ônibus devolvidas à pasta desde o início da pandemia de covid-19. Em junho, a Secretaria lançou um chamamento público para a convocação, que contou com a adesão de 29 propostas. De acordo com o presidente do Sindicato dos Permissionários de Transporte Opcional de Passageiros do RN (Sitoparn), Nivaldo Andrade, a expectativa é de que todas elas sejam classificadas para operação no sistema.

Inicialmente, todas as propostas foram consideradas inabilitadas pela ausência de algum documento obrigatório, exigido no edital de chamamento. A pasta abriu um novo prazo para que a entrega da documentação completa fosse concluída. A STTU informou à Tribuna do Norte nessa quinta-feira (11) que está em processo de finalização da fase classificatória das propostas e que a expectativa é de que a análise seja encerrada na próxima semana.

A Secretaria não confirmou se todas as 29 propostas inicialmente recebidas estão habilitadas para o chamamento, nem especificou uma data para a convocação dos permissionários “A pasta só irá comentar o assunto quando encerrar o processo de análise de classificação, que é quando serão dadas as diretrizes da questão operacional”, disse a STTU.

Na última segunda-feira (8), a Secretaria e o Sitoparn se reuniram para debater o chamamento. Segundo Nivaldo Andrade, presidente do Sindicato, a expectativa é de que, a partir da próxima semana, o andamento do edital. “Segundo a STTU, é provável que até o meado da próxima semana sejam apresentadas as colocações das propostas. Daí em diante, a gente espera que o processo vá para a prática e que sejam atendidas as linhas com maior carência”, afirma.

O edital de chamada pública tinha como proposta a utilização de 144 veículos opcionais para operacionalizar o sistema de transportes. As autorizações serão concedidas em caráter temporário e a título precário. O modelo gerou receio aos permissionários, porque, segundo o Sitoparn, oferece pouca segurança jurídica para financiamento do veículo. No entanto, o presidente do Sindicato afirmou que é preciso aguardar o andamento do processo para buscar uma compreensão do que está por vir.

“Toda e qualquer mudança é delicada, por mais que seja para melhor, mas não se pode adiantar as coisas e dizer se o chamamento será bom ou ruim, se na prática ele ainda não existe”, declarou Nivaldo Andrade.

O Sitoparn pediu à STTU que dê suporte para as negociações em torno da unificação da bilhetagem do sistema, medida que está a cargo do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn). De acordo com Nivaldo Andrade, do Sitoparn, a unificação é, sobretudo, uma necessidade dos usuários.

“O passageiro tem o direito de utilizar o transporte que melhor lhe atenda. Isso acontece no Brasil inteiro. Em Parnamirim o transporte alternativo faz integração com os ônibus por meio de um mesmo cartão. Então, essa [a falta de unificação] é uma prática abusiva, que desrespeita o usuário”, indica Andrade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.