Volvo apresenta no Brasil o BZL, o chassi global de ônibus urbano 100% elétrico da marca

Por Volvo do Brasil
Fotos: Divulgação (Volvo do Brasil)

A Volvo traz seu primeiro chassi de ônibus totalmente elétrico para exibição no Brasil. Com zero emissões, o Volvo BZL é um veículo para as cidades que planejam avançar em descarbonização e melhorar a qualidade do ar por meio de um transporte público eficiente. Pode ser equipado com 3 a 5 baterias de lítio níquel cobalto óxido de alumínio (NCA) de 94kWh cada, dependendo da aplicação a que for destinado.

“O BZL traz toda a nossa experiência em ônibus elétricos, que há anos circulam na Europa. Com esse novo chassi, poderemos contribuir para o transporte público sustentável também em outros mercados”, afirma Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses América Latina. Lançado globalmente em setembro passado, o BZL já tem unidades comercializadas no Reino Unido e Austrália.

Alta eficiência: Com autonomia de até 300km, ideal para o ciclo urbano, as baterias do veículo podem ser recarregadas na garagem do operador no período noturno. Além disso, é possível fazer recargas rápidas, de 6 minutos, nos pontos finais de linha, através de um carregador de teto.

“O modelo é movido por um ou dois motores elétricos de 200kW cada, instalados na parte traseira, com um torque total de 800Nm para os dois propulsores”, explica Gilcarlo Prosdócimo, gerente de engenharia de vendas da Volvo. Por conta do torque linear fornecido pelos propulsores elétricos, a transmissão possui apenas duas velocidades.

O BZL oferece múltiplas opções de encarroçamento. Está projetado para carrocerias de 9 a 13,2 metros de comprimento, com capacidade para até 90 passageiros, com ar-condicionado. O veículo pode ser dotado de ar-condicionado totalmente elétrico e também calefação elétrica para os passageiros.

Foto: Divulgação (Volvo do Brasil)

Energia como um serviço: Globalmente o modelo de oferta comercial do BZL é baseado num contrato de energia para a operação durante um determinado período de tempo, dependendo da quilometragem percorrida, da energia usada, do potencial de carregamento e da velocidade do veículo. “É a energia como um serviço”, diz Paulo Arabian, diretor comercial de ônibus Volvo no Brasil.

O Grupo Volvo tem como meta zerar as emissões de seus veículos até 2040. A oferta de chassis de ônibus elétricos é uma das iniciativas nessa direção. Além de ganhos ambientais, a eletrificação traz benefícios também em redução de ruído, um fator cada vez mais importante para a melhoria da qualidade de vida nas cidades.

Outro destaque do chassi BZL é sua elevada reciclabilidade. Ao final da vida útil do veículo, 90% dos componentes podem ser reindustrializados ou reintroduzidos em outros ciclos de vida, incluindo as baterias.

Experiência e confiabilidade: Produzido na unidade fabril da Volvo na cidade sueca de Borås, o novo chassi é baseado na larga e bem-sucedida experiência da marca com produtos de menor impacto ambiental já consolidados na Europa. Todos os principais componentes do chassi e do trem-de-força são fabricados pela Volvo.

Segurança e conectividade: Como os demais produtos da marca, o Volvo BZL é altamente seguro e também conectado. Ele pode, por exemplo, ser equipado com o sistema de Zonas de Segurança, via GPS. O sistema funciona por meio do mapeamento de áreas mais propensas a acidentes, como regiões perto de terminais, escolas e hospitais, por exemplo. Mesmo quando o motorista acelera, o veículo nunca ultrapassa a velocidade máxima programada para o trajeto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.