TBT UNIBUS RN: Os Torinos GV com bancada rodoviária da empresa Santa Maria

Por UNIBUS RN
Foto: Acervo (William Nascimento – Resgate)
Agradecimentos: Kaio Lucas (Busologia Mossoroense)

Está de volta ao UNIBUS RN o quadro que resgata histórias de ônibus marcantes na frota que circulou no Rio Grande do Norte. Aproveitando a temática das recordações postadas nas redes sociais, trazemos nesta quinta-feira mais uma edição do #TBT UNIBUS RN. E, nesta edição, a coluna relembra um lote de ônibus que é lembrado por quem admira e estuda o transporte público até hoje pela sua inovação para a época de sua circulação: O lote de 10 ônibus com bancada acolchoada que operaram na empresa Santa Maria.

Ao longo dos anos 2000, um modelo de ônibus que sempre esteve presente na frota da empresa Santa Maria foi o Torino GV. A viação que estreou em Natal em meados de 1996, após comprar a Viação Cidade do Sol, já havia herdado unidades do modelo anterior, o Torino 1989 (mais conhecido como Torino LN), que estavam presentes na frota da antiga empresa e foram repassados para ela durante a compra.

O Torino GV, lançado pela Marcopolo em 1994, esteve presente na Santa Maria em diversas configurações, entre elas ônibus de tamanho padrão, alongados e também os chamados “piso alto”, que eram modelos com o para-choque maior, demonstrando maior robustez dos veículos. Na Santa Maria, os GVs tiveram chassis Mercedes-Benz OF-1620 e OF-1721, além do chassi F-113 HL, da Scania.

Em 2005, 10 veículos que vieram remanejados de outras empresas do grupo a qual a Santa Maria faz parte no estado da Paraíba, possuíam bancada rodoviária. Acredita-se que os veículos, fabricados em 1997 e montados no chassi OF-1620, da Mercedes-Benz, eram do tipo “Opcional” em João Pessoa, que operava com tais características na capital paraibana, e precisaram deixar a frota.

Foto: Acervo/William Nascimento – Resgate

Ao virem para Natal, a configuração de alto conforto foi mantida. Os ônibus receberam os prefixos de 02001 a 02010, e foram direcionados, inicialmente, para a linha semi-urbana Eucaliptos/Ribeira. Após um período em operação e diante de prováveis reclamações dos usuários e até mesmo uma forçada diminuição no número de passageiros transportados – visto que o espaço do corredor tornava-se menor, devido ao espaço das poltronas rodoviárias – os ônibus foram transferidos para a linha urbana 35, que à época fazia o trajeto Candelária/Rocas, via Praça Cívica.

Na linha 35, que naquela época tinha uma demanda consideravelmente menor, visto que atendia a uma região nobre da cidade, foi possível manter os veículos por um determinado período, conservando também a proposta de maior conforto.

Foto: Acervo (Museu Municipal Lauro da Escóssia)

Ainda assim, os veículos não duraram por muito tempo em operação, sendo desativados com brevidade. Em meados de 2007, eles já foram substituídos pela geração seguinte do Torino, o “GV2”, ou “Torino 1999”, também usados da Paraíba, que ocuparam os mesmos prefixos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.