Caminhões e ônibus elétricos e a gás têm alta de 550% nas vendas em 2022

Do Jornal O Estado de S. Paulo
Foto: Divulgação (Scania)

A venda de caminhões e ônibus elétricos e a gás cresceu 550% no Brasil em 2022. Segundo dados da Anfavea, associação que reúne as fabricantes do setor, de janeiro a agosto foram vendidas 774 unidades. Ou seja, cinco vezes mais do que as 119 unidades emplacadas no mesmo período de 2021. De acordo com o vice-presidente da Anfavea, Marco Saltini, apesar de o volume ainda ser pequeno, a evolução dos emplacamentos mostra um ritmo constante de evolução.

A avaliação do executivo é certeira. Afinal, em agosto a venda de caminhões e ônibus com motores alternativos ao diesel somaram 87 unidades. Embora o número seja inferior ao registrado em julho, foi 76,6% maior que os 41 emplacamentos feitos no mesmo mês de 2021. Segundo Saltini, o setor de ônibus vem apostando fortemente na eletrificação. Ele afirma que isso é resultado da mudança da política das empresas, que buscam formas de atender as novas regras de redução de emissões.

Ampliação da oferta: Nesse sentido, as fabricantes estão ampliando a oferta para atender a alta na demanda. Recentemente, a Iveco confirmou que vai lançar um caminhão movido a gás no Brasil. Segundo a empresa, o modelo pesado Hi-Way 600S46T GNG terá de 500 km a 600 km de autonomia. Com motor FPT de 460 cv de potência e cerca de 200 mkgf, a novidade terá tanques com capacidade para 240 m³ de gás. O modelo vai ser uma das atrações da marca italiana na Fenatran, que ocorre em São Paulo, de 7 a 11 de novembro.

Assim, o Iveco vai se juntar à linha de caminhões Scania, pioneira com motor a gás no Brasil. Além disso, outras marcas oferecem modelos a eletricidade. É o caso das chinesas JAC Motors e BYD, bem como da VWCO, a única fabricante de caminhões elétricos do País. A marca produz o e-Delivery na fábrica de Resende, no Rio de Janeiro. Porém, trata-se de um modelo leve. Assim, por ora apenas a BYD tem também um caminhão semipesado elétrico à venda no mercado brasileiro.

Da mesma forma, a BYD aposta no segmento de ônibus elétricos e tem opções de chassis e carrocerias para modelos urbanos. Por sua vez, a Mercedes-Benz iniciou a produção nacional do chassi eO500U, um modelo urbano elétrico. Além disso, a Marcopolo anunciou recentemente que vai fabricar o ônibus Attivi.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.