Natal: STTU adia debate sobre repasse de R$ 10 milhões para custeio da passagem de idosos no transporte público

Da Tribuna do Norte
Foto: Andreivny Ferreira (UNIBUS RN)

A Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) adiou o debate sobre repasse de R$ 10 milhões para custeio da passagem de idoso ao transporte coletivo, que seria realizada nesta quinta-feira (24). Segundo a pasta, a secretária de mobilidade urbana, Daliana Bandeira, adiou o encontro para 5 de dezembro por motivos de agenda. A secretária mostrou ter dúvidas de como efetuar os repasses.

Têm direito a receber o repasse federal via prefeituras; cidades que tenham sistema de transporte de passageiros. Algumas cidades já estão fazendo as liberações dos recursos para os operadores como: Salvador (BA) no dia 28 de outubro, Maceió (AL) no dia 11 de novembro, além de Aracaju (SE) e Teresina (PI).

“Pelo levantamento do Sistema de Transporte Urbano até outubro deste ano foram transportados mais de 4,6 milhões de idosos nos ônibus e opcionais com bilhetagem. Totalizando R$ 17 milhões a receber. Um valor bem maior do que temos direito, mas estamos em dificuldade precisamos destes recursos urgentemente”, disse Nilson Queiroga consultor do Sindicato das Empresas de Transporte Urbanos de Passageiros do Município de Natal (Seturn).

Nilson Queiroga explica que estes valores estão retidos na prefeitura enquanto os operadores do Sistema de Transporte Urbano passam por dificuldades financeiras e precisam destes valores para cobrir o déficit financeiro oriundo de 4 anos sem correção de tarifa e para auxiliar no pagamento do 13º dos funcionários cuja primeira parcela tem que ser paga no próximo dia 30. “Pedimos agilidade para que a prefeitura transfira os recursos que chegaram do Governo Federal. Porque se ficar para o ano que vem tememos que os recursos sejam devolvidos”, justifica o consultor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.